Tuesday, January 19, 2021

Outside de Wire

 Num ano em que a Netflix está apostada em colocar o cinema dentro das nossas casas, com diversas propostas, concretamente um grande filme de hollywood por semana numa concentraçao de atores e realizadores sem precedentes, o segundo titulo acaba por ser um filme de ação simples e ficção cientifica em contexto de guerra. Criticamente o filme registou uma mediania que tem sido bastante habitual nos filmes netflix, comercialmente numa altura em que se perfilam candidatos a premios não sera propriamente o seu filme mais vistoso.

Sobre o filme podemos dizer que temos um simples filmes de guerra com o contexto politico simplificado dos filmes de ação, sem grande moral politica ou interesse nessa discussão, embora por vezes e de uma forma que se pode considerar algo inocente entra nela, não conseguindo depois ter maturidade para desenlaçar a sua tentativa de se debruçar sobre conteúdos politicos.

Em termos de ação não sendo um filme de grande qualidade, longe disso, acaba por preencher os seus requisitos, com alguns dialogos descontraidos, algum suspense naquilo que e a forma como se desenvolve e concluiu, algumas sequencias de ação que não sendo brilhantemente filmadas acabam por ter ritmo, tornam-no um filme igual a tantos outros.

Numa altura em que a Netflix ainda procura principalmente nos filmes de consumo rapido conseguir aprimorar os seus argumentos este e mais um filme igual a tantos outros do genero de consumo rapido, e historias basicas. Nao procura muito os seus personagens e só o lado descontraido em momentos retira um lado demasiado monotono da sua historia.

A historia fala de um militar que como reprimenda por uma ação que levou a morte de dois fuzileiros acaba por ir para uma equipa especial, no qual tem que lidar com um droide evoluido que tem a missão que colocar termo a um rebelde terrorista numa guerra no centro da antiga união soviética.

Em termos de argumento podemos dizer que se trata acima de tudo de um filme simples, de procedimentos simples, sem grande arte nas personagens que tem melhores registos quando se torna mais descontraido e consegue alimentar algum suspense, embora entre em campos politicos onde tem muito pouca arte.

Na realizaçao Hafstrom e um realizador sueco que tem tido algum espaço no cinema de estudio, embora lhe falte principalmente desde a sua chegada aos EUA um filme que o registe como uma mais valia. neste filme tem alguns meios mas o filme tem uma abordagem simples de tarefeiro, categoria que me parece ainda incluir este realizador.

No cast o filme traz-nos um McKie muito ativo principalmente no cinema de ação, onde funciona, sem grandes sublinhados. Melhor parece-me o seu companheiro de cast Damson Idris mais um afro americano em ascenção e que me parece ter presença para mais altos voos. No restante o filme não explora mais personagens.


O melhor - Alguma descontração de alguns dialogos.


O pior - A tentativa de ter algum reflexo em termos politicos


Avaliação - C

1 comment:

. said...


CLIQUE AQUI
E veja meu blog também, te espero lá.